Fábio Ávila: ‘Uberaba, Capital Brasileira do Triângulo Mineiro. Meca do Zebu!’

26/06/2018 14:22

 Fábio Ávila: Uberaba, Capital Brasileira do Triângulo Mineiro. Meca do Zebu!

 

Meu amigo,através de um pequeno e rápido meio de transporte,uma van Fiat-Fiorino branca, percorremos a bem cuidada Rodovia Anhanguera ,da Capital Paulista para a Capital Brasileira do Triângulo Mineiro.Levávamos conosco uma obra rara esculpida pelo artista internacional Michel Haillard e cinco mil exemplares da revista “Turma do Zebuzinho”, cujo conteúdo retrata aspectos históricos em textos informativos das oito Raças Zebuínas Brasileiras.

– Diz a lenda que forasteiros e aventureiros, em plena Primeira Guerra Mundial, foram à Índia em busca da realização de seus sonhos e objetivos: adquirir alguns exemplares da raça Zebu, tendo em vista o projeto de criação desta espécie animal no Brasil. Seu poder de boa adaptação, de crescimento e de multiplicação faria com que a Pecuária Bovina Brasileira pudesse usufruir da ousadia destes pioneiros.

– Você sabia que o PIB da Pecuária no Brasil movimentou cerca de R$490 bilhões de reais em 2016 e foi um dos poucos setores que contribuiu para sustentar a economia brasileira no conturbado contexto político daquele momento?

– Não,não sabia. Mas diga-me: quando o Zebu chegou ao Brasil?

– O Zebu está efetivamente no Brasil desde a década de 1850. Atualmente temos milhões de exemplares de zebuinos por todo o Território Nacional. As características do poder de convivência, de crescimento e de multiplicação da raça, despertaram o interesse de alguns criadores que organizaram importações de animais da Índia entre 1893 e 1962, em diferentes intervalos e quantidades. A partir de 2010, aconteceram importações de embriões coletados na Índia por brasileiros.

– Quem foram os pioneiros introdutores do Zebu no Triângulo Mineiro?

– Theophilo de Godoy, saindo da cidade de Araguarí, foi o primeiro brasileiro a ir à Índia em busca de bovinos da raça zebuína para os criadores do Triângulo Mineiro. A partir daquele momento,fazendeiros de Uberaba,como José Caetano Borges, passaram a comprar mais Zebus ou a pedir a representantes do Governo que os auxiliassem a adquiri-los.

– Qual é o centro do Zebu no Brasil?

– Os primeiros a divulgarem a cidade de Uberaba como o centro do Zebu foram José Caetano Borges e Joaquim Machado Borges.
José Caetano Borges foi quem promoveu a primeira Exposição de Gado Zebu (em 1906 ) no Brasil, ajudado pelo seu cunhado Joaquim Machado Borges. Foi impressionante. Mais de mil animais foram expostos. Em 1911, houve a Exposição realizada pela Prefeitura Municipal de Uberaba e foram construidos uma vila com casas, currais, instalação de luz elétrica, chafariz e quatro pavilhões para bovinos. Tudo isso com recursos próprios dos dinâmicos Manoel Borges de Araújo, José Caetano Borges, Joaquim Machado Borges e José Machado Borges.

 Quem foi Luís Pereira Barreto? Por que ele era contra a introdução do gado zebuíno no Brasil?

– A história conta que o ilustre médico e filósofo positivista Luís Pereira Barreto (1840-1923) foi um dos primeiros a iniciar uma feroz luta contra o Zebu em artigos publicados no Jornal “O Estado de São Paulo”,entre os anos 1917 e 1921.
Mesmo assim, mascates como Ovídio Miranda Brito,Geremias Lunardelli, Antônio Amado, José Amado Filho e Arnaldo Marques Soares, entre outros, ajudaram a tornar o Zebu conhecido junto a outros Fazendeiros de Uberaba. Posteriormente levaram o Zebu para todo o País, seja tocado em comitivas,seja transportados por trens, caminhões, navios e até por aviões. Hoje, a genética do Zebu Brasileiro está presente em boa parte do mundo tropical do Planeta. Muitas dessas essas informações você encontrará nos livros “Memórias de um Zebuzeiro” e “Memórias de um Boiadeiro”, de autoria do incansável e dinâmico autor  mineiro Paulo Machado Borges.Ou então, visite o fantástico Museu do Zebu em Uberaba.

 Por que dizem que Zebu bom é Zebu registrado?

– Com a entrada das raças zebuínas no Brasil, alguns criadores, principalmente da região do Triângulo Mineiro, começaram a se preocupar em proteger a pureza racial desses animais e passaram a registrá-los. Em 16 de Fevereiro de 1919 surgiu a Sociedade do “Herd Book Zebu”. Em 18 de junho de 1934 foi criada a Sociedade Rural do Triângulo Mineiro,que deu continuidade ao trabalho da Sociedade Herd Book Zebu.

– Sindi, Cangaian, Gir, Nelore, Brahman, Tabapuã, Indubrasil e Guzerá. Li isso em algum lugar. Do que se trata exatamente?

– Você sabe muito bem do que se trata! Esses são os nomes das Raças Zebuínas no Brasil sendo que algumas, como a Sindi, foram trazidas em nosso país (em um avião) em 1952, da província de Sindi, no Paquistão. É um gado vermelho, tem chifres pequenos, orelhas médias e é muito resistente.

– Muito interessante. Sabemos que a ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu) tem como principal missão o Registro Genealógico e o melhoramento genético zebuíno. Este resultado positivo é alcançado graças ao empenho de toda a equipe da ABCZ que atualmente está presente em diversos municípios por todo o Território Nacional.

– Vale lembrar também que em 1936 foi assinada a Convenção de Roma para unificação do Registro Genealógico das Raças Bovinas da qual o Brasil tornou-se signatário. Em 17 de fevereiro de 1939 foi registrado o primeiro animal da Raça Guzerá. Em 1994, a Raça Brahman foi aprovada para ser introduzida no Brasil e,em 2009, ocorreu o registro do primeiro animal clonado a partir da autorização do Ministério da Agricultura e Pecuária. Tudo isso sempre com o incansável trabalho da ABCZ que, em Uberaba, abriga um interessante espaço expositivo cultural: o Museu do Zebu. Tenha acesso à revista “Turma do Zebuzinho” e obterá informações importantes sobre o Zebu no Brasil, além das que citamos neste artigo.

– Boi, boi, boi, boi da cara preta… O que mais posso fazer em Uberaba?

– Dê um mergulho profundo na história do Planeta e encontrará as ossadas, vestígios, informações e réplicas de enormes animais que existiram nesta região há milhões de anos atrás. Vá a Peirópolis e seja feliz em companhia dos Dinossauros!

                 

         
Tags: