Exposição marca o aniversário de 110 anos da EMEF Cel. Esmédio, de Porto Feliz

02/05/2018 17:34

A abertura de uma exposição na Casa da Cultura Dona Narcisa Stettener Pires, em Porto Feliz, no dia 2 de maio (quarta-feira), marca o aniversário de 110 anos da escola Coronel Esmédio

 

A abertura de uma exposição na Casa da Cultura Dona Narcisa Stettener Pires, em Porto Feliz, no dia 2 de maio (quarta-feira), marca o aniversário de 110 anos da escola Coronel Esmédio.

Nascida como Grupo Escolar em 1º de Maio de 1908, a escola ganhou o nome de seu patrono na década de 1940. Instalado no prédio que há pouco abrigava o Museu Histórico, o Grupo Escolar viu passar pelos seus bancos escolares e também pelo seu quadro de magistério um número incontável de formadores de opinião, de atores sociais em diversas áreas de atuação e, ainda, personalidades de destaque.

Ainda em 1908 foi professor do Grupo o senhor Roque Plínio de Carvalho, uma das mentes mais brilhantes e, possivelmente, o maior intelectual da cidade naquela época. Foi jornalista, escritor, poeta, poliglota e proprietário de uma escola particular. Por ser negro, foi preterido à época ao cargo de diretor do Grupo Escolar.

A exposição, cuja curadoria é assinada pelos professores Carlos Carvalho Cavalheiro e Sonia Belon, apresenta fotos de diversas épocas e objetos curiosos da história daquela unidade escolar.

Após décadas como escola estadual, o Grupo Escolar “Coronel Esmédio” foi municipalizado em meados de 2000, passando a ser Escola Municipal de Ensino Fundamental, mantendo o nome do patrono.

A escola está equipada com ampla piscina, salas de aula para atendimento de mais de 700 alunos (de 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental), bem como sala de informática e, em breve, com jardim sensorial, proposta da professora de Atendimento Especializado Daine Campos.

Além de atendimento especializado, a escola conta também com a assistência de psicólogo educacional, Diego Alquezar.

Apesar da amplitude da unidade escolar, atualmente a sua equipe gestora está resumida apenas a uma diretora, a professora Michelle Alexandra Alves Pinho.

A escola foi indicada e premiada em diversas modalidades, incluindo a de melhores professores em diferentes disciplinas, na enquete “Melhores do ano 2017 em Porto Feliz”, promovida pelo jornal ROL com a colaboração de uma comissão organizadora composta por porto-felicenses. Entre os destaques está o de escola que valoriza o esporte, dentro de projeto realizado pelo professor de Educação Física Everton da Rocha Andrade de Paula. Já se tornou também tradicional a “Gincana de História”, organizada anualmente pelo professor Ms. Carlos Carvalho Cavalheiro.

Durante o ano de 2018 até maio de 2019 a EMEF. Cel. Esmédio pretende realizar diversas atividades relativas ao seu aniversário. Esta é a escola mais antiga em funcionamento no município de Porto Feliz.

A Casa da Cultura está localizada na Rua Tristão Pires, nº 123, Barra Funda, região central de Porto Feliz. A cerimônia de abertura oficial da Exposição dos “110 anos da EMEF. Coronel Esmédio” será realizada a partir das 20 horas.

A entrada é franca.

   

   

   

   

 

 

 

 

 

Tags: