Evandro Ferreira-IWA: ‘Alice, cadê você?’

12/07/2020 16:23

Evandro Ferreira – IWA

Alice, cadê você?

 

Procura-se por “Alice”
Alguém sabe onde está?
“Alice”, pensa estar no “país das maravilhas”, mas não sabe que vive uma ilusão. Finge estar vivendo bem e feliz. “Alice”, caminha pelos campos, olha a mata e admira as flores. Minha amada, “Alice”, você acha bom viver desse forma? Um dia, os campos virarão um aglomerado de prédios e condomínios, com esse inchaço populacional. As matas secarão com a aridez de um amor que você não se doa e as flores murcharão por sua data de “validade”. “Alice”, acorda Muié! Já já, cairá uma chuva, aliás, um temporal. Você pode ficar dodói. Por favor, “Alice”, se cuida. Saia daí. Não se esconda por trás dessa flor. Ela é temporária. “Alice”, fala alguma coisa? Dê um grito…sei lá! Dê algum sinal para eu saber onde você está ou me encontre. Estou aqui, “Alice”, a esperar. Minha amada, “Alice”, já vejo o final da quarentena, por isso não fica aí tão distante de mim.
Se eu puder lhe fazer um convite, peço que você apareça, nessa semana, e me presenteie com sua presença. “Alice”, não estou pressionando você. Pelo contrário, quero e desejo sua felicidade. Que tal, brindarmos a próxima data com duas taças de vinho? “Alice”,não se esconda, tá? Pode ser tarde demais, quando você se decidir pelo que já sabe e quer.

 

Evandro Ferreira-IWA

 

 

 

 

 

 

Tags: