Elza Francisco: ‘Abraços sem laços’

15/11/2021 20:53

Elza Francisco

Abraços sem laços

Nascidos  no  furor do  vento…

jogados ao relento.

 

Sem forração ao nascer.

Sem lugar para morrer.

 

Sem reta,

nem meta…

voeja o cidadão.

Futuro incerto

nas abas do patrão.

Letramento subtraído,

corpo solto na imensidão.

 

Sem horizonte…

olhares perdidos nas curvas

da perversa  incompletude.

Ponto de inflexão

goteja na escuridão.

Dialética garatuja

semeada na emoção.

 

Abraços,

sem laços,

sorrisos para a emoção!

 

Elza Francisco

elza.francisco@uol.com.br

Tags: