Élcio Mário Pinto lança em São Paulo, na 25ª Bienal Internacional do Livro, sua 34ª publicação: ‘Bilo, a salvadora de livros’

11/08/2018 10:22

O autor presenteou com autógrafos, fotos e conversas todos aqueles que passaram pelo estande. Crianças, jovens e adultos faziam questão de parar para falar e ouvir a respeito da obra lançada

 

Em 07 de agosto de 2018, terça-feira, às 15h00, na 25ª Bienal Internacional do Livro, em São Paulo, capital, o escritor angatubense, que também é supervisor de ensino na Prefeitura Municipal de Votorantim, lançou sua 34ª publicação: “BILO, A SALVADORA DE LIVROS!”

Foram duas horas de intensa participação na grande festa das Letras.

A Secretaria Municipal de Educação de Votorantim participou com sua comitiva de profissionais da Coordenação Pedagógica, da Oficina Pedagógica e dos Departamentos de Pedagogia e de Educação Infantil e Fundamental: Ana Lúcia, Ana Paula, Bruna Maciel, Cássia Alves, Daniele Moraes, Fábio Henrique, Inês Medeiros, Luís Fernando, Cláudia Corazza, Patrícia Ribeiro, Raquel Gianolla, Regina Souza, Rosângela Almeida, Tatiane Pescarolo, Viviane Santos, Gisele Gimenes, Vanelli Pires, Vanessa Cau, Adriana Aparecida, Renata Rogich e Patrícia Sbrana.

Conterrâneo de Élcio, representando a cidade de Angatuba e a própria família, lá esteve Lúcio Lisboa, coordenador de saraus literários.

Representando a Escola Estadual “Ivens Vieira”, a Profª Maria Ondina liderou um grupo de alunos para prestigiar o autor, que também estudou, em sua adolescência, na mesma escola.

Carlos Alberto (Beto), irmão do autor

Pela Escola Estadual “Prof. Ataliba Júlio de Oliveira”, de Itapetininga, o Prof. Carlos Alberto, que é irmão do autor e docente desta Rede de Ensino, fez-se presente. Beto, como é mais conhecido, fez questão de apresentar-se com uma camiseta destacando o livro lançado e a Bienal.

De Sorocaba, Sofia, de 10 anos e seu pai, Marcos, viajaram para prestigiar o amigo escritor, conhecido da família por outros lançamentos.

Flora Figueiredo

Para a completa surpresa do autor, que se apresentou no estande da Scortecci Editora, lá esteve a poeta, cronista, tradutora e compositora Flora Figueiredo, de renome nacional e internacional, prestigiando-o.

Élcio foi acompanhado por sua esposa e apoiadora cultural Adriana Rocha, pela LEXMEDIARE; Ana Cristina, de 14 anos, escritora e poetisa sorocabana e Caique Ferraz, 15 anos, ilustrador dos livros do escritor.

O autor presenteou com autógrafos, fotos e conversas todos aqueles que passaram pelo estande. Crianças, jovens e adultos faziam questão de parar para falar e ouvir a respeito da obra lançada.

Sem dúvida, foi uma participação marcante para todas as vidas daqueles que se envolveram com esta segunda participação de Élcio numa Bienal. A primeira, também pela Scortecci Editora, de SP, aconteceu em 2014 com o livro: “A Fonte.”

E agora, que venha 2020, com nova Bienal, com novo livro e muitas participações. Vivas, vivas e vivas à Literatura!!!

(N.E. Matéria produzida pelo autor)

       

       

 

 

 

 

Tags: