Élcio Mário Pinto: ‘A matéria de hoje’

12/03/2017 14:46

Élcio Mário Pinto: ‘A matéria de hoje’

Ao lançar o desafio para que algum poeta assumisse a “pena” das letras imortalizando o belíssimo encontro dos colunistas do Jornal ROL de Itapetininga, não poderia excluir-me. Então, disse que o faria em prosa, mas não em versos. Eis-me aqui, então!

A ideia foi da Sonyah. O lançamento, como proposta, coube ao Editor, Helio Rubens. Já a indicação do local, conversas e organização em Sorocaba, assumiu, Sergio Diniz. Aliás, em 08/3 completou 60 anos com 60 títulos publicados pelo Jornal eletrônico acessado em 32 países e com 500 e-mails diários.

Mas, Helio Rubens fez questão de dizer: o que seria de mim sem a Ana Elisa! É a sua esposa e assessora direta, mulher dos instrumentos das Artes Plásticas. Em suas mãos, delicadeza e percepção caminham juntas.

E a mesa, como estavam à mesa?

Estavam colunistas e apoiadores. Gente envolvida com as Letras e as Artes. Pessoas sensíveis à leitura, à escrita e ao diálogo.

Já ao final, aproximei-me do editor e disse-lhe, olhando também para Sergio Diniz:

– É uma pena que em nossa espécie, as avaliações que fazemos são, sempre, em retrospectiva. Depois que o tempo passa, olhamos para trás e dizemos: como foi importante!

Saliento aqui: nem mesmo com nossa capacidade racional conseguimos dimensionar a importância deste 1º almoço entre os colunistas do ROL. Não temos completa clareza da grandeza das conversas ali manifestadas, dos abraços e sorrisos, daqueles que divulgaram suas produções e daqueles que se encantaram num encontro entre amigos. O que sabemos e vivemos fica na mente e no coração. Com o passar do tempo e do amadurecimento, a clareza deve aumentar e aí, sim, entenderemos um pouco mais.

E o que importa?

Importa é que lá estivemos: fotografamos e filmamos. Tudo para ser guardado? Não, de modo algum. Tudo para ser divulgado, para que se conte às pessoas que os colunistas do ROL comprometem-se com a amizade, a sinceridade, a lealdade e a diversidade. Não somos cópias, não pensamos do mesmo modo e não temos as mesmas características, sejam físicas, sejam na escrita. Mas, temos respeito uns pelos outros, valorizamos o que fazemos e manifestamos o que sentimos.

E para o leitor do jornal, é nosso compromisso oferecer-lhe a qualidade que apresenta-se a nós mesmos. Somos criteriosos nisso! Então, queremos demonstrar o que nossas singularidades culturais têm de genuíno.

Tenho convicção e certeza de nossa satisfação pelo encontro, pelo almoço, pelas falas e pelas amizades que se fortalecem. E tudo, graças ao encontro pensado e realizado.  Até parecia que éramos todos velhos conhecidos e que décadas não fizeram a menor diferença! Amigos são assim: quando se encontram, o tempo não passou, só parou.

Então, vamos agradecer: obrigado Helio Rubens! Foi por você que nos encontramos. Primeiramente, no ROL e, hoje, para o almoço que nos uniu. Unir-se em volta da mesa é um bom símbolo de começo ou de recomeço.

Obrigado aos colunistas e aos presentes. Com vocês, cada um compartilhou do que sabia, do que sentia e do quer ser.

Obrigado a você, leitor do ROL, que nos prestigia e nos vê em letras, imagens e conteúdos voltados à Cultura.

Junto de nossos cumprimentos à cidade de Angatuba/SP pelos seus 155 anos (1862-2017), nosso abraço pelo Jornal ROL da querida Itapetininga/SP, agora, espalhando-se por toda a Terra.

ÉLCIO MÁRIO PINTO

Tags: