Eduardo César Werneck: ‘Por que se demora tanto no Brasil para se homenagear um professor(a)?

29/10/2018 13:28

“Fizemos a I Feira Literária da história de Cruzeiro, e agora faremos no ano que vem a I Feira Literária Regional…”

A ACLA (Academia Cruzeirense de Letras e Artes) é vista na cidade de Cruzeiro com “olhares” de desdém e pouco caso… fato !

Por quê ?

A plateia

Será porque aqui nós deixamos qualquer artista que queira se apresentar, mostrar seu trabalho sem patrulhamento ? Ou será, porque nossas reuniões antes frequentadas somente pelos próprios Acadêmico(a)s, e hoje, como aconteceu na última, havia mais de 60 pessoas (algumas “de pé” pela incapacidade de nosso auditório) se espremendo para participar!

Não importa…

Fizemos a I Feira Literária da história de Cruzeiro, e agora faremos no ano que vem a I Feira Literária Regional, englobando três das Academias existentes em nossa região (Cachoeira Paulista, Cruzeiro e Lorena).

Porém, e acredito muito nisto, que o que nos faz crescer com “consistência” é não esquecermos que Cultura, pode até ser entretenimento,  mas não deve ter cor…

Afinal, tem gente que não gosta de ler romance, ou de recitar uma poesia, às vezes mesmo nem uma boa melodia, com tudo tendo que ter luta de classes e coisas do tipo!

Que bobagem…

Quando vivenciei o andamento da última reunião, onde tivemos posse de três novos Acadêmicos (dois são Professores!), além disso, uma homenagem a uma Professora (Emília Martins) de 107 anos (aposentada desde 1966… e formanda de 1933), e a um Professor (Paulo Pinto de Carvalho) de 85 anos que fez história em nossa cidade, entre tantas demonstrações de apreço à “Cultura”, não tenho dúvida das razões que a ACLA desperta sentimentos contraditórios entre alguns moradores de nossa cidade.

Afinal, dizem que os historiadores existem para que o passado não seja esquecido, porém em Cruzeiro a ACLA vem sendo a única entidade a não esquecer quem realmente foi importante…

Viva a ACLA!

Eduardo César Werneck – drwerneck@uol.com.br

Os participantes mirins homenageando os Professores

 

A Professora Rosana Caruso de Carvalho e uma das participantes do livro de poesias coordenado pela escola Rodrigues Alves Sobrinho

 

O Prof. Paulo Pinto de Carvalho (ao centro da foto com o neto ao colo) – ex-diretor da escola Prof. Sant’Anada de Castro aqui de Cruzeiro – foi um dos homenageados da tarde

 

A Profa. Emilia Martins em três momentos de sua vida, destacando (em preto e branco) da formatura no ano de 1933, e em dias atuais, aos 107 anos

 

 

Tags: