Eduardo César Werneck: ‘ À Albertina… a consideração que merece !’

06/06/2020 12:55

“… Não é à toa a escolhi para ser a patronesse de minha cadeira na Academia de Letras e Artes de Cruzeiro – a ALAC – e agora, ela volta à ativa…”

A sra. Albertina Santos de Paula

Em andamento o I Concurso Literário “Albertina Santos de Paula”…

A “dona” Albertina como a chamávamos em Cruzeiro era uma figura singular !

De dia caso quisessem encontrá-la, estava no caixa da Farmácia que era da família. O estabelecimento, bem no centro da cidade, e em frente à Praça “9 de Julho”, acompanhou a história de Cruzeiro. Assim, permitiu à sra. Albertina com seu agudo olhar, em que se misturava a sensibilidade de uma poetisa, ao sentimento altruístico que lhe acompanhava, escrever belas poesias, e editá-las, sempre as suas expensas.

Estados Brasileiros da Poesia com concorrentes ao Concurso

Uma heroína da poesia, da vida, a da alma e da caridade.
Não é à toa a escolhi para ser a patronesse de minha cadeira na Academia de Letras e Artes de Cruzeiro – a ALAC – e agora, ela volta à ativa, emprestando o seu nome ao I Concurso de Poesia, ora promovido, e quiçá, creio continuará para sempre mantendo seu nome para este evento. Nada mais justo ! Chega de homenagear o ouro dos tolos, e os personagens de glórias efêmeras e sem lastro.

Comissão Julgadora

Para que o Concurso conquistasse o respeito com o qual sonhávamos e a importância que se reveste, escolhemos para constituir a Comissão Julgadora, nomes não menos importantes às letras, bem como, acompanhado de rara inspiração. Assim, Sergio Diniz da Costa que dispensa maiores comentários; Gonçalves Viana, outro grande nome da poesia; e, Clenira Mendonça que vem em nossa região em trabalho árduo construindo “nossos futuros escritores” farão parte deste evento, que escolherá as três mais belas páginas de inspiração entre 177 poemas inscritos, vindos de 50 cidades, representando 14 estados brasileiros !

Enfim, um sucesso para o qual sinceramente não estávamos preparados, acabando por nos criar maiores responsabilidade para com todos !

Falta pouco, muito pouco mesmo para que os resultados sejam apresentados, e em tempos de Covid-19 foi a forma que escolhemos para lutar.

Viva a Poesia… porque as cigarras – que também trabalham – não podem deixar de expressar seu canto !

 

Eduardo César Werneck

drwerneck@uol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags: