Débora Bellentani: ‘Brilho poético’

04/01/2019 17:56

O céu é a tela dos poetas,/ Onde as estrelas brincam de Natal todas as noites/ E a lua empresta encanto a essa festa/ Mesmo em meio a tantos pisca-piscas.”

 

              Brilho Poético

O céu é a tela dos poetas,

Onde as estrelas brincam de Natal todas as noites

E a lua empresta encanto a essa festa

Mesmo em meio a tantos pisca-piscas.

 

Os pincéis dão ao sono mais profundo,

Contornos de nuvens de algodão

Trazendo efeitos a este mundo

Só vistos por quem arrisca estar no chão

 

A chuva é água que mistura,

As cores que a vida nos destina

E palavras são enigmas decifrados

Que se transformam em milagres na retina.

 

Entre as obras mais bonitas que já fiz.

Muitas delas tem seu nome escondido

E falam em metáforas perfeitas

De um amor que jamais foi esquecido.

 

O céu é minha tela preferida

E as estrelas já conhecem meu segredo

Você é a pintura adormecida

E o escudo que afasta os meus medos.

 

 

Débora Bellentani – deboraboliveira@yahoo.com.br

Tags: