Das orlas de Aracaju/SE para o Quadro de Colunistas do ROL, o calor literário de Virgínia Assunção!

08/02/2022 22:32

Virgínia Assunção

Da especialidade na educação ao domínio das letras, Virgínia Assunção faz dos textos uma arte!

Maria Virgínia de Assunção Feitosa Gomes, natural de Aracaju/SE, é poetisa e professora pós-graduada em Língua Portuguesa e Literatura e em Psicopedagogia Institucional e Clínica, pela Faculdade São Luís de França (FSLF).

Graduada em Letras Português/Francês pela Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), Ceará.

Curso de aperfeiçoamento pedagógico no CAVILAM, Vichy, França.

Doutora Honoris Causa em Educação pela Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes -FEBACLA.

Acadêmica efetiva da Academia Municipalista de Sergipe.

Acadêmica efetiva da Academia Internacional Mulheres das Letras.

Membra da Associação Francófona do Estado de Sergipe – AFRASE.

Membra do canal Mundo dos Poemas em Cascais, Portugal, com publicações em vídeo.

Participa de diversas antologias nacionais e internacionais.

Inaugurando sua participação como colunista do ROL, Virgínia traz aos leitores um poema-homenagem (Desejo) a grandes nomes da literatura pátria e, inclusive, a seus conterrâneos (Geovana Lima e Hermes Fontes).

DESEJO

                                       “Faz tempo que para pensar em Deus não leio os teólogos, leio os poetas.”                                       Rubem Alves 

 

Desejo escrever um poema

Que seja bem meu,

Mas almejo que ele dê os Ramos

De Graciliano

E que, em cada um desses ramos

Brote uma Rosa

De Guimarães

Forte como a Rocha

De Ruth,

Crescendo no Prado verdejante de inspiração

De Adélia,

Exalando o perfume poético e a doçura da Lima

De Geovana,

Banhado pelas Fontes de sentimentos cristalinos

De Hermes.

Desejo ardentemente que a Bandeira do meu poema

Seja a do amor, como a

De Manuel,

Que seja Amado tanto quanto os

De Jorge

E que todos saibam que ele é tão Veríssimo

Quanto os poemas

De Érico e Luís Fernando.

Desejo que os meus Dias sejam, assim como os

De Gonçalves,

Repletos de romantismo e belas poesias.

Atrevo-me ainda, finalizando o meu desejo,

Que o meu poema traga a Assunção para esta

Humilde poeta,

Virgínia.

 

Tags: