Cristina Mantovani: ‘Roberto Bruchi, l’esperto Enologo toscano parla al Jornal Rol’

14/07/2021 08:35

Roberto Bruchi, o enólogo toscano, fala ao Jornal ROL

Roberto Bruchi

L’Enologo toscano Roberto Bruchi è un professionista che ha alle spalle una lunga esperienza nel settore vitivinicolo. Ha ricoperto numerosi incarichi sia a livello locale che nazionale che gli hanno permesso di acquisire una profonda conoscenza delle materie legate al mondo del vino. 

O Enólogo toscano Roberto Bruchi é um profissional com larga experiência no setor vitivinícola. Ocupou numerosos cargos tanto a nível local como nacional que lhe permitiram adquirir um profundo conhecimento  dos assuntos relacionados com o mundo do vinho

Non solo sul versante prettamente tecnico, ma anche sugli aspetti che riguardano la formazione, la promozione, la legislazione, e normativa vitivinicola. A livello istituzionale è stato per oltre 10 anni membro del Comitato Nazionale per la tutela e valorizzazione dei vini DOP ed IGP italiani. Un organismo del Ministero dell’Agricoltura che sovraintende al riconoscimento e modifica dei disciplinari di produzione delle denominazioni di origine dei vini di qualità italiani.

Não só no lado puramente técnico, mas também nos aspectos relativos à promoção, legislação e de normativa vitivinícola. A nível institucional foi por mais de 10 anos membro do Comitê Nacional para a proteção e valorização dos vinhos italianos DOP e IGP. Trata-se de um órgão do Ministério da Agricultura que supervisiona o reconhecimento e modificação dos regulamentos de produção das denominações de origem dos vinhos de qualidade italianos. 

Negli anni è stato consulente di numerose cantine ed aziende con le quali ha stabilito proficui rapporti di collaborazione, raggiungendo anche importanti risultati ed ottenendo numerosi riconoscimenti. Nella sua regione, la Toscana, si è impegnato soprattutto per la valorizzazione di nuovi territori vitivinicoli, promuovendo la nascita di nuovi vini DOP (Denominazione di Origine Protetta) ed IGP (Indicazione Geografica Protetta). 

Ao longo dos anos, tem sido consultor de várias vinícolas e empresas com as quais construiu relações de profícuas colaborações, alcançando também resultados importantes e obtendo inúmeros prêmios. Na sua região – a Toscana, ele está comprometido acima de tudo com a valorização de novos territórios vitivinícolos, promovendo o nascimento de novos vinhos DOP (Denominação de Origem Protegida) e de IGP (Indicação  Geográfica Protegida, ou seja o nome geográfico de uma área usada para designar o produto resultante e que possui as qualidades, notoriedade e características específicas atribuíveis a essa área).

Roberto considera la Toscana una delle regioni italiane più importanti per la qualità dei suoi vini, conosciuti ed apprezzati in tutto il mondo. Ritiene che questo successo sia legato soprattutto al vitigno sangiovese, con il quale vengono prodotti i vini che hanno fatto la storia dell’Enologia toscana, come il Brunello di Montalcino, il Vino Nobile di Montepulciano il Chianti ed il Chianti Classico. 

Roberto considera a Toscana como uma das regiões italianas mais importantes pela qualidade de seus vinhos, conhecido e apreciado em todo o mundo. Considera que este sucesso seja ligado sobretudo à uva Sangiovese, com a qual os vinhos que fizeram a história da enologia toscana são produzidos; como o Brunello di Montalcino, o Vino Nobile di Montepulciano, o Chianti e o Chianti Clássico.

Roberto tra l’altro è un Enologo che ha creduto molto in questo vitigno, ed ha cercato di valorizzarlo anche in altre aree di produzione del vino in Toscana. Roberto crede che la Toscana, pur avendo raggiunto risultati molto importanti, ha davanti a sé numerose sfide per il futuro. La più importante in questo momento è quello della sostenibilità con la quale tutte le aziende dovranno confrontarsi.

Roberto é sobretudo, um enólogo que acreditou fortemente nesta variedade de uva e procurou valorizá-lo também em outras áreas de produção do vinho na Toscana. Roberto acredita que a Toscana, apesar de ter alcançado resultados muito importantes tem muitos desafios pela frente. O mais importante no momento é o da sustentabilidade com que todas as empresas terão que lidar. 

Un vino toscano quindi non solo ottimo dal punto di vista della qualità, ma anche sostenibile riguardo all’ambiente e degli ecosistemi. I produttori di vino toscani hanno molte ed ulteriori possibilità per allargare i loro mercati esteri, e far apprezzare i loro prodotti in numerosi altri paesi. 

Um vinho toscano, portanto, não é somente excelente do ponto de vista da qualidade, mas também sustentável em relação ao meio ambiente e aos ecossistemas.  Os produtores de vinho toscanos tem muitas e outras possibilidades de expandir seus mercados estrangeiros e tornar seus produtos apreciados em muitos outros países. 

Tra questi c’è sicuramente il Brasile, dove l’apprezzamento ed il consumo dei nostri vini è cresciuta notevolmente. A questo riguardo Roberto ricorda con molto piacere un viaggio fatto qualche anno fa in Brasile, dove era arrivato per presentare e far conoscere i vini toscani ed italiani. Si trattava di un progetto promosso dall’ Istituto Commercio Estero Italiano, e di altre istituzioni. Nelle sue tappe di Porto Alegre e San Paolo, ha conosciuto molte personalità Brasiliane, ed il calore e l’amicizia del popolo Brasiliano lo ha fatto sentire “a casa”.

Entre estes certamente está o Brasil, onde a valorização e o consumo dos nossos vinhos tem crescido consideravelmente.  A esse respeito, Roberto se lembra com muito prazer de uma viagem que fez há alguns anos no Brasil, onde foi convidado para representar e fazer conhecer os vinhos toscanos e italianos. Tratava-se de um projeto promovido pelo Instituto de Comércio Exterior Italiano e de outras instituições. Na sua escala de Porto Alegre e San Paolo conheceu muitas personalidades brasileiras e o carinho e a amizade do povo brasileiro o fez se sentir ‘em casa’.

Dopo la pandemia, speriamo di poter ricevere ancora la sua visita in Brasile. Sicuramente sarà un incontro di reciproca felicità ed amicizia! 

Depois que passar a pandemia, esperamos de poder recebê-lo mais vezes no Brasil. Certamente será um encontro de reciproca felicidade e amizade!

Cristina Mantovani

Matéria enviada por Cristina Mantovani,  Correspondente Internacional do Jornal ROL, de Siena, Itália

 

 

 

 

 

 

Tags: