I Concurso Literário Jorge Riston divulga os vencedores

23/07/2019 11:20

A acadêmica e professora Elza Francisco, classificada em 1º lugar

O I Concurso Literário Jorge Riston foi promovido em comemoração aos três anos de fundação da Academia Cruzeirense de Letras e Artes – ACLA

 

Três primeiros classificados: 1. Elza Francisco; 2. Sandra Vasconcelos; 3.Paulo Brito, juntos com o Presidente da ACLA Dr Eduardo César Werneck

Na tarde de sábado, 20 de julho, a Cidade de Cruzeiro, Estado de São Paulo, foi o cenário do brilho da festa dos três anos de existência da Academia Cruzeirense de Letras e Artes – ACLA-.

De propriedade do Presidente Doutor Eduardo César Werneck, o Instituto Werneck sedia, mensalmente, a Academia de Letras.  Generosamente, sob o amor às Letras e Artes, à História e Memória, o Presidente acolhe e conduz  o grandioso Projeto, sem ônus para os demais Membros. Assim, espalha sua luz às terras distantes e reafirma  a importância da Academia no cenário mágico da Cultura, com sucessos e resultados brilhantes. Dr Werneck, o Homem que tem em si todos os sonhos do mundo, lembrando Fernando Pessoa.

Comissão de Avaliação – Professores de Notável Saber: Clenira Mendonça; Diego Amaro de Almeida; Eddy Carlos Souza Vicente – Mesa Diretora com o Presidente Eduardo César Werneck.

A ACLA foi fundada em 2016, com a participação de treze membros. Hoje, são trinta membros, que numa ação conjunta, levantam a verve cultural dos cruzeirenses.

A cada Sessão, exposições, poesias, lançamentos de livros, música, palestras sobre inúmeros assuntos, teatro,  expressões  de diversas maneiras, transformam a Rua Quatro num oásis de pura alquimia cultural.

Neste sábado, especialmente, a competência do Presidente Werneck transmutou em desafios inspiradores, traduzidos no ápice do Concurso Literário – História e Memória – “Jorge Histon”.

Sob a batuta do Presidente da Academia,  foi realizada  a premiação aos participantes  classificados no Concurso, escolhidos pela Comissão Examinadora composta pelos Professores de Notável Saber:  Clenira Mendonça, Diego Amaro de Almeida e Eddy Carlos Souza Vicente.

Cruzeiro – linha do trem e a Mantiqueira ao fundo

Todos os participantes foram agraciados com Certificados de Menção Honrosa e os três primeiros classificados foram laureados com o troféu com a insígnia da Academia.

Diversos temas foram tratados pelos participantes e a classificada  em primeiro lugar narrou a memória  da Estação  do Trem e a importância da ferrovia na história de Cruzeiro,  “Cruzeiro e o trem: memória e lirismo”.

Foram momentos inesquecíveis. Famílias, convidados e confrades testemunharam a soberania do reinado da  Arte e da Cultura,  em Cruzeiro, no Vale do Paraíba, a linda Cidade Planície emoldurada pela Mantiqueira.

Vivas aos três anos da Academia Cruzeirense de Letras e Artes.

Parabéns, Presidente Doutor Eduardo César Werneck!

 

Elza Francisco

elza.francisco@uol.com.br

Tags: