Comendador Fabrício Santos: ‘Ser melhor do que ontem’

16/05/2022 14:44

Comendador Fabrício Santos

Poema em homenagem aos 11 anos do recorde nacional do artista plástico Fabrício Santos

Coluna Resenha Cultural Fabrício Santos

No dia quatro de maio de 2011

Pelo Rank Brasil fui coroado

Tornando-me o primeiro Manhuaçuense

Recordista brasileiro homologado.

Não nasci para competir com os outros

Minha competição é comigo mesmo

Ser sempre melhor do que fui ontem

E assim sigo a minha vida

Em busca dos meus objetivos

Sem olhar para o de ninguém

Conquistando apenas o que é meu.

Dou ao mundo o melhor de mim

Mas sei que nunca será o bastante

Com a monumental pintura em tela

Nunca desisto de ser pioneiro

A imagem de Nossa Senhora do Rosário

Maior do Brasil e do mundo inteiro.

Aprendi que para ser um vencedor

Não posso colocar limites

Nem duvidar do meu talento

E criatividade para fazer

O que ninguém jamais tentou

Realizando um feito inédito como Artista

Que é impossível para aqueles

Que não têm alma de vencedor.

Por cinco vezes fiz o meu melhor

De forma individual ou coletiva,

Hoje sou coroado de forma histórica

Como Penta-recordista Brasileiro

Com feitos através das Pinturas

E tapetes de areias coloridas

Da primeira Via-sacra africana

Até as Caricaturas humoristas

De maiores ao primeiro

Em minha querida cidade Natal

Hoje sou o primeiro

Com as Artes Sacras elevar

O meu bom povo mineiro

E a minha querida Manhuaçu

Como Recordista Brasileiro!

Comendador Fabrício Santos

Comemoração dos 11 anos como recordista brasileiro.

 

Poema publicado originariamente no Portal Zona da Mata News, em 12/05/2022, às 14h48

 

Tags: