CMOS organiza exposição ‘Sorocaba de Lutas’

15/03/2020 08:30

O Centro de Memória Operária de Sorocaba (CMOS) está organizando uma exposição que pretende rememorar as lutas sociais na História de Sorocaba

O Centro de Memória Operária de Sorocaba (CMOS) está organizando uma exposição que pretende rememorar as lutas sociais na História de Sorocaba.

A idealização é do historiador Carlos Carvalho Cavalheiro e que recebeu apoio de movimentos sociais, sindicais; Apeoesp, Sindicato dos trabalhadores dos Vestuário, Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba, Sindicato dos Rodoviários, Sindicato dos Papeleiros de Sorocaba, CEADEC – Centro de Estudos e Apoio ao Desenvolvimento, Emprego e Cidadania e de pessoas físicas como a artista plástica Flávia Antunes Aguilera, também fundadora do CMOS, da jornalista Fernanda Ikedo, a antropóloga Ana Heloisa Fontes, a professora de língua portuguesa Fernanda Fontes, Keila Rosado e Fábio Taedeli, ambos historiadores e que estudam o Jornal Operário e Thiago Paiffer – Publicitário, Evandro Matos- Designer além das vereadoras Fernanda Garcia e Iara Bernardi e do vereador Francisco França.

A exposição será realizada no saguão “Salvadora Lopes” na Câmara Municipal de Sorocaba, no dia 20 de abril, por meio de banners com textos e imagens de diversas lutas sociais, como a “Noite do Beijo” (1981), as “Diretas Já”, a “Greve Geral de 1917”, as “Ocupações das escolas estaduais” (2015), a “Marcha para Zumbi” (2010), entre outros.

“Sorocaba conta com um histórico de lutas que mostram a nossa evolução enquanto sociedade. Afinal, os fatos marcantes da História da Humanidade, aqueles que realmente trouxeram transformações, são oriundos de lutas como é o caso da Revolução Francesa. As lutas de hoje em Sorocaba têm uma genealogia e recuperar essas memórias é estabelecer uma identidade”, afirma o historiador Carlos Cavalheiro.

Para organização dessa exposição, o CMOS está solicitando o apoio de pessoas que tenham informações ou imagens e que possam disponibilizá-las para digitalização com prazo final até o dia 30 de março, o material não ficará de posse do CMOS, sendo emprestado apenas para escaneamento.
Os interessados em ajudar nesse exposição ou que queiram entrar em contato com os organizadores poderão enviar e-mail para carlosccavalheiro@gmail.com ou entrar em contato com o CMOS pela página do Facebook: https://www.facebook.com/centrodememoriaoperariadesorocaba/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags: