Claudia Lundgren: ‘Um café’

10/12/2021 21:13

Claudia Lundgren

Um café

Um café, por favor

me sirva, bem quente

Um poema de amor

declame, docemente.

 

Um café, preto e puro

quero tomar, lentamente

Meus versos imaturos

se embriagam, velozmente.

 

Um café, o amargor,

açucara as manhãs.

O aroma, o sabor;

despertar, talismã.

 

Um café, uma pena,

o sol na janela;

uma perfeita cena

para rimas singelas.

 

Um café, lampião,

que floresce a mente;

ao corpo, disposição;

líquido veemente.

 

Claudia Lundgren

tiaclaudia05@hotmail.com

 

Tags: