Cláudia Lundgren: ‘Quem é ele?’

24/10/2020 16:50

Cláudia Lundgren

Quem é ele?

Ele está comigo em (quase) todas as horas. Até mesmo naqueles momentos tão íntimos (pasmem!), que é o das minhas necessidades fisiológicas.
Levo-o para todo canto, é meu companheiro no ônibus, está sempre disponível para me acompanhar, já que tem tempo de sobra, não paga passagem e nem passaporte. Ele dá mais cor as minhas viagens longas, principalmente naquelas horas em que a paisagem lá fora é apenas a BR e mato.
Ele é um bom conselheiro. Recorro a ele em meus momentos de dúvida, ele sempre tem resposta para tudo, ô camarada inteligente. Aliás, tudo que eu sei até hoje devo em parte, a ele. E sei que ele ainda tem muito a me ensinar, porque sou um indivíduo eternamente em construção. Ainda não aprendi tudo. Me instrui, me educa; é mestre.
E por falar em viagens, mesmo em momentos que estamos a sós, em minha cama a noite, ou em qualquer outro lugar, viajamos. Ele, como meio de transporte, conduz-me a lugares incríveis. Nele, posso alçar os mais altos voos sem medo de altura.
Não fico só em nenhum momento. À noite, após ele me contar tantos segredos e me preparar para ter um sono mais tranquilo, deita-se ao meu lado, como se o velasse. Quantos foram os sonhos que tive sobre os assuntos conversados, imagens vistas e lugares visitados…!
Ele aguça a minha imaginação. Em parte, devo a ele minha carreira literária.
Mas, quem é ele? Você já descobriu?
É o livro, meu amigo portátil, meu professor! Através dele já conheci a França, Itália, a Lua, outros planetas, e demais lugares onde gostaria de ir. Ele tem as respostas para muitas das minhas indagações. Lendo-o, aprendi a escrever sem cometer muitos erros e a pontuar melhor meus devaneios.
Pode confessar! Quem nunca levou um livro para o banheiro ( porque além de todas esses predicados, ele é um facilitador e estimulante da evacuação ), que atire a primeira pedra.

Claudia Lundgren

tiaclaudia05@gmail.com

Tags: