Cineclube de Itu e FAMA apresentam Mostra de Curtas Ituanos

22/02/2019 20:26

Entre os filmes exibidos estão “Balança da Vida” (Felipe Fré), vencedor do Curta Salto 2018 como melhor filme e melhor fotografia, e o filme “Beto” (Rafael Chiafarelli), vencedor do Cinema Mundo em 2018

Cineclube de Itu e FAMA – Fábrica de Arte Marcos Amaro apresentam, nos dias 27 e 28 de fevereiro (quarta e quinta-feira), às 19h30, a Mostra de Curtas Ituanos. A mostra será apresentada nas dependências da FAMA (Rua Padre Bartolomeu Tadei, 09 – Vila São Francisco).

Entre os filmes exibidos estão “Balança da Vida” (Felipe Fré), vencedor do Curta Salto 2018 como melhor filme e melhor fotografia, e o filme “Beto” (Rafael Chiafarelli), vencedor do Cinema Mundo em 2018. No intervalo da mostra será possível visitar as salas 3 e 4 da FAMA, incluindo a obra Se Vende (2008) da Carmela Gross, ainda mais imponente no período noturno.

Alunas produtoras do curta “Olha quem fala!”, um dos selecionados para exibição na Mostra de Curtas Ituanos, durante a premiação do FEC 2018 do “Monteiro”

Produções de alunos do ‘Monteiro Lobato’

Dois curtas-metragens produzidos pelos alunos do Colégio Integrado Monteiro Lobato foram selecionados para a Mostra de Curtas Ituanos

Para a exibição na Mostra, foram selecionados os trabalhos “Invasão estrangeira nas casas brasileiras” (2017) e “Olha quem fala!” (2018), produções que conquistaram os segundos lugares nas duas últimas edições do Festival Estudantil de Curtas (FEC) do Colégio Integrado Monteiro Lobato. Coordenado pelos professores Claire Quirino e Marcelo Leite, o FEC é um projeto pedagógico no qual os alunos do “Monteiro” desenvolvem pesquisas e produções audiovisuais sobre temas cotidianos, por meio de um olhar crítico.

A indicação das produções estudantis partiu do historiador e cineasta Erik Tavernaro, um dos jurados e colaboradores do FEC. “O Erik fez a mediação do contato com os organizadores da Mostra, que nos convidaram a exibir duas produções. Eu e a professora Claire optamos pelos segundos colocados dos últimos anos, pois são trabalhos tão significativos quanto os vencedores das respectivas edições do nosso Festival”, observa professor Marcelo.

O educador ainda ressalta a importância do convite para a comunidade escolar. “São produções cheias de criticidade e questionamentos. Esse convite mostra que os curtas dos alunos possuem significados e valores que transcendem qualquer tipo de avaliação”, destaca Marcelo. “Essa abertura da Mostra de Curtas Ituanos permite que outros espaços além do colégio compreendam o que nossos jovens estão pensando, pois os curtas são meios deles se expressarem”.

Matéria enviada pela Correspondente Cultural do ROL em Itu, Mônia Sales