Célio Pezza: ‘Ômicron e o fim da pandemia’

17/01/2022 15:52

Célio Pezza

Crônica#497: Ômicron e o fim da pandemia

Apesar do grande aumento das infecções pela variante Ômicron, muitos especialistas acreditam que o ciclo do Covid 19 começa a perder a força, e a doença continuará a existir, de uma forma mais branda. Na África do Sul, a Ômicron aumentou os casos de forma explosiva, mas a partir de um certo número, as infecções começaram a despencar. É o que chamam de imunidade de rebanho, termo comum no início da pandemia, mas que foi banido pela mídia alarmista. Também não apareceu nenhuma outra variante depois da Ômicron, na África do Sul, o que mostra que a capacidade de mutação do vírus pode estar chegando ao seu limite. O médico sanitarista Gonçalo Vecina acredita que talvez a variante Õmicron possa ser o fim da pandemia. Muita gente está sendo infectada com essa nova variante, que não é muito agressiva, e na verdade, está causando imunidade contra a doença. Muitos especialistas acreditam que essa alta imunidade, ocorrerá ainda neste ano de 2022 e, se isso acontecer, a Covid passará a ser uma doença endêmica, como uma gripe ou outras doenças respiratórias, sem maiores consequências. O doutor Julian Tang, virologista e professor da Universidade Leicester, da Inglaterra, afirmou que a variante Ômicron é um primeiro passo no qual o vírus se adapta à população humana, produzindo sintomas mais inofensivos. Ele ainda acrescentou que é vantajoso para o vírus  afetar as pessoas de uma forma a não deixá-las muito doentes, pois assim ele poderá se espalhar ainda mais, sem matar o hospedeiro. De acordo com o professor Pedro Hallad, da Universidade Federal de Pelotas, a Ômicron praticamente acabou com a Delta, que era muito mais agressiva e, devido a sua menor agressividade, vai gerar imunidade natural e será no futuro, um tipo de gripe normal. De acordo com o clínico geral e imunologista, doutor Roberto Zeballos, essa menor agressividade da Ômicron, pode significar o fim da doença. Tem estudos mostrando que, quem teve a variante Ômicron, desenvolve anticorpos contra a Delta e a tendência de imunidade de rebanho é muito alta. Ele completou dizendo que a variante Ômicron vai imunizar muito mais a população do que as vacinas.  Ele também não vê justificativa para vacinar crianças e diz que precisamos tirar a cabeça do buraco, onde só se vê vacinas. Pelo lado esotérico, existem muitos espiritualistas que acreditam que essa variante Ômicron foi disseminada no nosso mundo pelas forças da Luz, como uma forma de ajudar a raça humana a resolver essa pandemia, criada pelas forças das trevas e tudo se resume em um feroz combate entre as forças da Luz e das Trevas, combate este que ocorre aqui no nosso mundo. Opiniões à parte, o que interessa é que a variante Ômicron está nos ajudando a banir a Covid 19 do nosso mundo. São fatos científicos inegáveis e, a não ser que apareça outra variante mais agressiva de forma inesperada, podemos assumir que a pandemia entrou no seu ciclo final. As forças escuras têm muita força nesse mundo e estão se movimentando, mas por outro lado, as forças da Luz também vão ganhando mais adeptos a cada dia, à medida em que as verdades estão vindo à tona e o povo está começando a questionar as mentiras que nos mostram massivamente todos os dias. E conhecereis A Verdade e a Verdade vos libertará.  

 

Célio Pezza     janeiro, 2022   celiopezza@yahoo.com.br

 

 

 

 

 

 

 

Tags: