Celio Pezza: ‘Illuminatis’

10/02/2018 16:38

Célio Arruda  Pezza: – Crônica # 371 – ‘Illuminatis’

 

Illuminatis quer dizer Iluminados.

Existe uma grande confusão com esse nome, pois, durante décadas, muitos indivíduos usaram este nome para enganar o público, alguns para fazer o mal e outros simplesmente para ganhar dinheiro. Daí surgiram inúmeras teorias da conspiração, dizendo que são os senhores do mundo, os causadores de todos os males, os que decidem as guerras, os destinos dos povos e assim por diante.

Na verdade, a teoria mais plausível diz que Illuminati é simplesmente uma organização de elite de líderes mundiais, autoridades empresariais, inovadores, artistas e outros membros formadores de opiniões deste planeta. Seus membros não tem que pagar nada, pois essa é uma organização onde dinheiro não interessa.

Não é uma religião, uma igreja, um grupo de troca de favores, mas um grupo de influenciadores globais que trabalham para promover o interesse e a sobrevivência da espécie humana.

Embora não elogiados em nenhum livro de história, formam um grande movimento e guiam a espécie humana através de todas as ameaças de extinção.

Dizem que existe uma agenda global para o  próximo estágio da humanidade, que supõe a existência de uma Nova Ordem Mundial, no entanto existem muitos rumores falsos sobre essa agenda.

A visão de futuro de uma terra unificada sem fronteiras nacionais, governada por pessoas brilhantes e sem apegos mesquinhos, é altamente elogiada, pois leva o mundo a uma nova etapa de desenvolvimento. Uma sociedade desse tipo, significa o abandono de divisões ente países e o fim de milênios de guerras; é o fim do armazenamento e acúmulo de recursos de um país enquanto as pessoas de outros morrem de fome; é a ideia de que nenhum ser humano pode ser deixado para trás simplesmente por causa de onde nasceu.

Na Nova Ordem Mundial, há um lugar para todos.

Essa visão utópica leva ao avanço da humanidade, mas há um longo caminho a percorrer.

Por milhares de anos, as pessoas de um lado do planeta formam suas crenças e opiniões sobre as do outro lado, sem ter a oportunidade de melhorar sua visão do mundo como um todo.

Quando falta experiência com aqueles que agem de uma forma diferente, os humanos tendem a temer o “Outro”, ou seja, aqueles que não são como eles.

Milhares de anos de desconfianças levaram a guerras seguidas de retaliações e até hoje, muitos humanos se recusam a ver todas as pessoas como parte de um único grupo.

Embora este planeta seja rico o suficiente para que todos vivam na abundância, o medo levou os mais ricos a acumular ainda mais, devido às incertezas do futuro. Em um mundo libertado das necessidades, ninguém tem motivos para armazenar nada, nem saquear seus vizinhos, pois nunca faltará para ninguém. Somente através da falta de necessidade, as cadeias da humanidade podem ser quebradas.

Deve ser estabelecida uma linha entre a agenda global unificadora dos Illuminatis e as mentiras do globalismo corrupto: uma miséria que reduz os seres humanos a trabalhadores numerados e serve somente aos corruptos que estão no poder.

Vivemos uma Era de Caos, mas essa escuridão sinaliza que um novo amanhecer está à frente e você não se perderá se seguir a Luz.

Nesse novo estágio, encontraremos, sem dúvida, outras civilizações que já vivem nesse sistema e muito poderão nos ajudar.

 

Célio Pezza     Janeiro, 2018

escritor@celiopezza.com

Tags: