Capitão – João Francisco Brotas: ‘Será que a vida continua?’

15/01/2017 23:34

joao-francisoco-brotas-1-copyCapitão – João Francisco Brotas – Será que a vida continua?

 

Queridos amigos leitores, durante nossa existência adquirimos inúmeros conhecimentos. Alguns recebemos muito cedo, quando ainda somos simples crianças, e totalmente dependentes de nossos pais, para inúmeras atividades.

Outros conhecimentos, vão surgindo logo nos primeiros anos de nossa vida, inclusive nos bancos escolares. Mas, a grande maioria deles recebemos no dia a dia de nossas relações com a realidade, com amigos e mestres, pessoais ou midiáticos.

De um modo geral, quando atingimos a adolescência, devemos obedecer a um ditame reacionário que de geração a geração, nos diz que temos de apresentar rebeldia e discordância de alguns valores antigos enfiados em nossas cabeças.

Mais tarde, já adultos, se estivermos preocupados em entender os fatos da vida, percebemos que alguns aprendizados não estão de acordo com os resultados obtidos nas experiências que vivenciamos.

A morte, por exemplo, um fenômeno natural, é assunto debatido, porque há um ponto de discórdia entre o que pregam as diferentes religiões, e os materialistas. Há uma alma sobrevivente ou não?

De qualquer modo, a morte é uma certeza, e mais cedo ou mais tarde ocorrerá. Então, porque não nos preparamos para recebê-la, após uma vida salutar, e acima de tudo útil a nós mesmos e a humanidade? Se assim fizermos, que importância terá se um apagão completo e definitivo nos atingir ou se nos espera um tribunal da consciência na vida futura?

Muitas pessoas não pensam sobre isso, e agem como se nunca fossem morrer. Então, morrem como se nunca tivessem vivido.

Caros leitores, o ser é muito mais que um aglomerado de células. Não é simplesmente matéria, porque possui sentimentos e pensamentos. Este é um fato ainda não compreendido inteiramente pelos homens das ciências materialistas…

Diversos estudos desviantes dos dogmas metodológicos exigidos no estudo da matéria, apontam para a existência do ser psíquico (espiritual), que dará continuidade às nossas atividades rumo à evolução, mesmo após a morte do corpo físico.

Assim sendo, eu convido os queridos amigos leitores para essa reflexão:

Será que a vida continua?

 

 

Capitão – João Francisco Brotas

Membro da Academia Votorantinense de Letras

      Relações Públicas do NUPEP –

 

Tags: