Artigo do professor Carlos Cavalheiro é publicado em Jornal da Educação

08/11/2019 11:41

Carlos Cavalheiro

Artigo do professor Carlos Cavalheiro é publicado em Jornal da Educação

O artigo “Guerra Fria na Terra do Samba em “O Homem do Sputnik”: o uso do cinema na sala de aula”, do professor Carlos Carvalho Cavalheiro foi publicado no Jornal da Educação, publicação do Estado de Santa Catarina e que reúne notícias e experiências na área da educação.
O professor Carlos Cavalheiro foi convidado pelo jornal a enviar esse artigo científico que discorre sobre o uso do cinema na sala de aula, especificamente da chanchada “O homem do Sputnik”, experiência que o educador realizou com seus alunos do 9º ano do Ensino Fundamental da EMEF. Coronel Esmédio, escola em que leciona na cidade de Porto Feliz.
Esse  trabalho do professor Carlos procura discutir a possibilidade do uso dos filmes brasileiros do ciclo das “Chanchadas” como instrumento de apoio pedagógico para o ensino de História, uma vez que as mesmas retratam aspectos da vida cotidiana de uma época, bem como explicitam as representações e visões de mundo de parcela da sociedade brasileira, sobretudo, a classe média e baixa do Rio de Janeiro dos anos 40 e 50 do século XX; tomando como exemplo o filme “O homem do Sputnik”, produzido em 1959 pelos estúdios da Atlântida e dirigido por Carlos Manga.
A trama do filme, que tem como protagonistas o humorista Oscarito e o galã Cyll Farney, desenvolve-se a partir da suposta queda do satélite russo Sputnik I no quintal de uma granja. A partir desse momento, Oscarito, dono da granja, é assediado por espiões estadunidenses, soviéticos e franceses, interessados no objeto.
Repleto de cenas que simbolizam a Guerra Fria, o filme “O homem do Sputnik” é uma fonte importante para entender a mentalidade da época em que foi produzido, sobretudo o momento em que o Brasil, sob o governo de JK, mantinha uma politica externa de independência.
Este é o segundo artigo científico publicado pelo professor Carlos Carvalho Cavalheiro no Jornal da Educação. O primeiro foi publicado há mais de dez anos e debatia as Escolas Modernas anarquistas, do pedagogo Francisco Ferrer.
De acordo com o portal do periódico, “O Jornal da Educação (versão impressa –  ISSN 2237-2164) circula durante o ano letivo desde agosto de 1987 nas escolas do estado de Santa Catarina, tendo como público leitor principal os profissionais da educação. O objetivo é divulgar as boas notícias e experiências de bem ensinar e aprender, bem como comunicar ao mundo o que sentem, fazem e pensam os profissionais e estudiosos do setor educacional, visando a melhoria da qualidade do ensino. Neste portal, o Jornal da Educação (ISSN 2596-223X), com fluxo contínuo de conteúdos,  são publicadas, além das reportagens veiculadas na edição impressa, outras reportagens, artigos científicos e de opinião e notícias produzidas exclusivamente para a versão on line”.
A publicação informa ainda que ” desde agosto de 2018, iniciamos também a publicação, do Jornal da Educação Caderno Científico. No link- http://jornaldaeducacao.inf.br/artigos-cientificos/normas-para-publicacao – estão as normas para publicação dos artigos científicos e de opinião, dos relatos de experiências de professores de todo o Brasil e de resenhas de nossos assinantes da versão impressa. Os textos em português ou espanhol devem seguir as normas da ABNT e são submetidos à Comissão Científica sob a coordenação do Editor Científico:  Professor Doutor Norberto Dallabrida (UDESC)”.
Para acessar o artigo científico do professor Carlos Carvalho Cavalheiro basta clicar em http://jornaldaeducacao.inf.br/artigos-cientificos/2405-guerra-fria-na-terra-do-samba-em-o-jecc-2-homem-do-sputnik-o-uso-do-cinema-na-sala-de-aula.html

 
 Carlos Carvalho Cavalheiro
carlosccvalheiro

Tags: