Artigo de José Coutinho de Oliveira

28/08/2016 13:30

José Coutinho de Oliveira

Se 20 de agosto não tinha uma data muito especial para se comemorar de agora em diante terá, sem falar é claro que 20 de agosto é o dia de São Bernardo, autor da oração “Lembrai-vos”. Lancei a Nobilística no jornal Expresso em Apiaí no dia 20 do mês passado.

Nobilística como disse no lançamento tem por objeto o estudo da relação que existe entre realeza, nobreza e aristocracia e os vários modelos de Estado e de governo.

Defende ela o voto facultativo, a teocracia parlamentarista mista absolutamente absoluta dentro do que seria a “Confederação Mundial dos Países Cristãos” CMPC; defende o estudo e aplicação de novos métodos de ensino, dentre eles o ultradinâmico semiaberto e o audio-oral ou ágrafo que pode ser aplicado no ensino de qualquer língua estrangeira e no catecumenato dos adultos iletrados.

Nesse método nem se lê nem se escreve, só audição e repetição. DVDs ágrafos podem ser utilizados para dinamizar as aulas. O catecumenato iletrado é portanto a catequese preparatória ao batismo de cristãos adultos iletrados. Já o método ultradinâmico semiaberto poderá ser aplicado no Estado quando o ensino for facultativo. Defende o respeito à majestade do menor que tem por patrono Kant que aos 9 anos já era filósofo.

Defende o respeito à majestade do idoso cujo um dos patronos é São Narcizo de Jerusalém que reassumiu aquela diocese aos 100 anos de idade vindo a falecer aos 116 anos. Defende o respeito à mulher política cuja patrona é a Princesa Isabel, nossa primeira senadora.

Defende enfim, a 1ª comunhão facultativa, ou seja, quando pais e pastores deixam na deliberação dos menores se se inscrevem ou não na catequese de 1ª comunhão. Agindo dessa maneira estariam respeitando aquele pensamento de Sto. Agostinho que diz que “eu posso obrigar alguém a comungar mas não a crer”, que “a Palavra de Deus (os sermões e as homilias)não é menos importante do que o Corpo de Deus, a Eucaristia, o novo maná”.

José Coutinho de Oliveira
Classificado cavaleiro comendador pelo príncipe Dom Gabriel de Orleans e Bragança, sobrinho pentaneto de José Bonifácio. jocodeol@gmail.com
Tags: