Ana Esther Balbão Pithan: ‘Sonhos de Ano Novo: conhecer um Aardvark e…’

05/01/2019 21:19

“Já sonhei em conhecer pessoalmente um ornitorrinco! Já realizei este sonho sentindo no coração uma imensa alegria que parecia indicar que eu não precisaria de mais nenhum sonho na vida… Ledo engano!”

Já sonhei em conhecer pessoalmente um ornitorrinco! Já realizei este sonho sentindo no coração uma imensa alegria que parecia indicar que eu não precisaria de mais nenhum sonho na vida… Ledo engano! Sonhos sempre aparecem para alimentar a nossa vontade de viver com gosto, com faceirice. Passados muitos anos após conhecer o meu ornitorrinco, agora na virada para um novo ano me encontro sonhando com o tal Aardvark!

Pois é, mas o que vem a ser um aardvark? Em português, o mamífero se chama porco-formigueiro (em latim, seu nome científico é Orycteropus afer). Ele vive em algum lugar lá pela África. O que significa que precisarei ir até a África se quiser conhecê-lo. Bom, nada mal, adorarei dar um pulinho até lá. Vale a pena, pois o bichinho é uma fofura só, tem um focinho comprido, orelhas também muito compridas, tem uma pelagem meio castanha, patas fortes e um rabo longo. Pelas fotos e vídeos que vi, ele é extremamente simpático e todo o meu esforço para vir a conhecê-lo certamente renderá muita satisfação interior.

Contudo, nada no meu momento presente sugere que poderei realizar este sonho amanhã ou depois de amanhã. Enquanto aguardo o encontro com o Aardvark, então, para o novo ano que recém inicia-se vou concentrando em ir realizando outros sonhos. Quero escrever muitas histórias, desenhar e criar personagens carismáticos [deu pra perceber que sou escritora?], quero ler muitos livros, quero passear com vários amigos para vários lugares encantadores que me inspirem a escrever mais, quero levar alegria com a minha arte para muita gente…

Neste ínterim, enquanto o Aardvark, devido às Leis da Manifestação e da Atração está se preparando para me conhecer, novos sonhos movem a minha mente e cada vez que realizo um deles vem aquela quentura no peito de agradecimento por mais uma bênção, sim, sonhos realizados são bênçãos! E os sonhos que não se realizam, são o quê? São mistérios, é claro! Mistérios que movem nossa imaginação. Querer saber os motivos pelos quais não realizamos algum sonho é um caso para algum detetive destemido na nossa mente. Ele jamais desistirá de querer desvendar este mistério… E aí corremos o risco de esquecer dos outros milhares de sonhos que já realizamos e os que ainda viremos a realizar…

Como viram, tenho vários sonhos que desejo muito realizar, não me perguntem, são sonhos secretos! Ah, sim já revelei o meu sonho mais louco, o de conhecer o aardvark. E quanto ao sonho secreto? Além de que é secreto só revelo que não é assim tão louco quanto ir para a África conhecer o aardvark. Então, juntamente com os meus sonhos loucos e secretos vou realizando sonhos do dia a dia até chegar o dia em que…

“Dedico esta crônica para ti, Sergio, um sonhador, que sonha e concretiza a façanha de levar alegria às pessoas através da Cultura!”*

Ana Esther Balbão Pithan – anaesther@hotmail.com

(05/01/2019)

* A colunista,  gentilmente, dedica esta crônica ao editor do ROL Sergio Diniz da Costa (N.E.)

Tags: