Adriana da Rocha Leite: ‘Um minuto de silêncio, por favor!’

25/06/2017 09:29

Adriana da Rocha Leite:

UM MINUTO DE SILÊNCIO, POR FAVOR!’

 

 

O silêncio é eloquente. Talvez isso explique o porquê de nosso incômodo com ele.

Faz com que tenhamos contato com nossos vazios internos. Obriga-nos a ouvir verdades incômodas. Não sabemos o que fazer diante de tantas observações e considerações. Ficamos

expostos e, assim, nos fragilizamos. Torna o momento insuportável.

O que fazer? Ligar a TV, o som, o computador. Deixá-los falar suas bobagens e incongruências. Importa é que não nos permitam ouvir a nós mesmos.

Qualquer coisa é válida desde que não exponha nossa imensa solidão e nossa incapacidade de ouvir nossa própria voz.

Mas, o silêncio não é inimigo, é reflexão! É nosso momento de intimidade conosco. É permitir que nosso Ser descanse dos excessos cotidianos.  É repouso. Pausa.

No silêncio a criatividade permite revelar-se. Novas ideias e possibilidades se apresentam, intensas, inovadoras, renovadas e completas.

É a possibilidade de repensar decisões e estratégias. Olhar para o passado  e reavaliar o que se fez e viveu. Focar o futuro e planejá-lo adequadamente, algo praticamente esquecido, já que nos acostumamos a simplesmente viver.

O silêncio canta a beleza da vida! O silêncio reflete a intensidade da alma! O silêncio nos torna mais humanos, porque favorece o ouvir: o outro e a nós mesmos.

Silêncio não é solidão, é revelação!

Um minuto de silêncio, por favor!

Tags: