Adriana da Rocha Leite: ‘Reflexões’

02/10/2017 18:41

 Adriana da Rocha Leite: 

‘REFLEXÕES’

 

 Pausas são importantes. Permitem reflexão. Ajudam a identificar sentimentos. Favorecem escolhas. Mas é preciso aprender a ouvir o silêncio.  Ele é eloquente! Sempre me pergunto sobre a relevância do que faço ou planejo fazer. Mesmo defendendo e buscando a simplicidade no cotidiano não consigo ignorar que a vida é expansiva.

Não me sucumbi à mediocridade de  aceitar a verdade absoluta das coisas. Sou essencial e visceralmente questionadora. A rebeldia está no DNA. Minha liberdade é a única prisão da qual não me permiti livrar-me.  Sei, sou  aquariana, mas isso não me define, afinal tantos outros o são…  Sou Adriana, mas também compartilho meu nome com tantas outras, parecidas  ou diferentes, nunca iguais. Então, busco a resposta que me permita desvendar o mistério que sou para entender, enxergar e compreender o outro: também tão parecido e irremediavelmente diferente.

A rotina, os compromissos e as emergências são limitadores do descanso, da reflexão e do conhecimento. Obrigam-me a tomar decisões imediatas e acabam por roubar minha energia vital.

Quem está fazendo o que deve fazer ou pelo menos o que gosta?  Por que sucumbo às exigências externas ou de terceiros e não consigo finalizar projetos e sonhos acalentados há tanto tempo?

Questionando, algumas respostas são delineadas, sutilmente…  Escuto: FOCO! Entendo que é preciso ouvir mais! Entendo que sou limitada mas que isso não me define, sou eu quem define quais são meus limites e limitações!    Sou eu que conduzo a nau da minha vida (que é ela própria) e sequer cogito o risco de naufrágio!

Pensando e sentindo tanto, pego minha almofada predileta, deito-me em minha rede laranja (energizante!) e em silêncio fecho os olhos e digo baixinho:   a Vida é muito mais!

Tags: